NO AR - Dance Club | 20h às 22h

Top 10 das músicas de 2016 é dominado por sertanejas e hits dançantes

Lista com sucessos deste ano tem Marília Mendonça, Drake, Rihanna e Justin Bieber.

Você pode curtir ou não, mas o ano foi dominado por basicamente dois tipos de música: canções mais dançantes (do pop internacional ao funk) e a nova onda das sertanejas, com um time de cantoras que foi o maior fenômeno pop no Brasil em 2016.

Aqui uma lista das TOP 10 tocadas em 2016:

10 – “Sosseguei” – Jorge e Mateus

Este ano não foi fácil para ninguém. Os cantores sertanejos, por exemplo, viram as colegas invadirem seu espaço – e com músicas negativas para os homens. Mas “Sosseguei”, do Jorge & Mateus, fala de um pegador arrependido, do cara que se cansou da balada e sossegou. A dupla antenada captou a mudança dos tempos e prometeu dividir o brigadeiro com a amada. Com melodia mais calminha e ritmo envolvente, ganharam a simpatia de sertanejas e sertanejos.

9 – “One dance” – Drake

Ele teve um dos hits do ano passado, “Hotline Bling”. Mas em 2016, Drake foi além. Mesmo sem clipe oficial aberto no Youtube, “One dance” bateu recorde no cada vez mais competitivo mercado do streaming. Ela virou a música mais tocada da história do Spotify. Drake já era gigante nos EUA e no Canadá, terra dele, mas mostrou agora definitivamente é hit por aqui também.

8 – “50 reais” – Naiara Azevedo

Naiara Azevedo é a primeira de outras mulheres aqui que representam a sofrência empoderada. Na letra, encontra o namorado no motel com outra e oferece os 50 reais para mostrar que está acima da traição – e com ajuda das “migas” Maiara e Maraísa. “50 reais” ainda está tocando muito, então, pode saber: você vai ouvir essa no réveillon.

7 – “Malandramente” – Dennis DJ, Nandinho e Nego Bam

Malaaaandramente foi o advérbio mais cantado em 2016. Esse funk carioca teve menos acesso no YouTube do que outros, como o concorrente paulista “Bumbum granada”. Mas seduziu geral com uma ajudinha do Twitter, do Facebook e do Snapchat. O hit de Dennis DJ, Mc Nandinho e Nego Bam ganhou gírias, memes e, com isso, a sétima posição da nossa lista.

6 – “Work” – Rihanna e Drake

Foi com muito trabalho, repetindo ao infinito essa palavra, que Rihanna emplacou mais um hit, mesmo com um disco “diferentão” (“Anti”). “Work” tem refrão implacável, que entra na sua cabeça, martela e nunca mais sai. Traz junto uma ótima música com toque jamaicano de dancehall que marcou outros hits desse ano. De quebra, vem a segunda participação do Drake neste top 10.

Justin Bieber vem ao Brasil com turnê do disco 'Purpose' em 2017 (Foto: Divulgação)Justin Bieber vem ao Brasil com turnê do disco 'Purpose' em 2017 (Foto: Divulgação)

Justin Bieber vem ao Brasil com turnê do disco ‘Purpose’ em 2017 (Foto: Divulgação)

5 – “Sorry” – Justin Bieber

Não adianta pedir desculpa. Você tem que assumir que, talvez pela primeira vez na sua vida, se pegou cantarolando, assobiando, dançando ou fazendo tudo isso ao mesmo tempo enquanto ouvia “Sorry”, do Justin Bieber. Ele é marrento, emburrado, mas o disco “Purpouse”, lançado no ano passado, rendeu uma das canções mais tocadas em rádios e festinhas em 2016. E é bom lembrar que o marrentinho vem ao Brasil no ano que vem.

4 – “Tá tranquilo, tá favorável” – MC Bin Laden

Esse funk foi um hit da virada do ano e foi consagrado no palco do Lollapalooza. A barriga do MC Bin Laden foi uma das marcas de 2016. A música com arranjo à capella, sem nenhum investimento, mas com muita criatividade, reinou na internet. Com ajuda de vídeos nonsense e memes diversos, “Tá tranquilo, tá favorável” foi um sopro de bom humor no clima mais pesado deste ano.

3 – “10%” – Maiara e Maraisa

Quem ia imaginar que a banal gorjeta para o garçom iria inspirar uma música tão cativante? “10%” é a cara das gêmeas Maiara e Maraisa: emotiva, mas sem perder a irreverência. Elas conseguem rimar cair da cadeira com 20ª saideira. A letra é particular e universal ao mesmo tempo: quem nunca bebeu para esquecer e acabou lembrando ainda mais? É difícil esquecer também o refrão intenso. Um clássico instantâneo da música sertaneja brasileira.

A cantora americana Halsey (Foto: Divulgação)A cantora americana Halsey (Foto: Divulgação)

A cantora americana Halsey (Foto: Divulgação)

2 – “Closer” – Chainsmokers e Halsey

“Closer” é a medalha de prata da nossa lista e tem tudo que uma grande canção pop tem que ter. Refrão delicioso, letra com historinha, bons vocais e vagas no topo nas principais paradas (como a da “Billboard”). O Chainsmokers é tipo uma dupla de David Guettas mirins que escolhem batidas e carregam a mão nos sintetizadores para outras pessoas cantarem. É assim em “Closer”, gravada com a americana Halsey, revelação do Lollapalooza 2016.

1 – “Infiel” – Marília Mendonça

Elas foram a melhor coisa que aconteceu no pop brasileiro neste ano. Então, não tinha como tirar o primeiro lugar da lista da maior representante das novas sertanejas que dominaram as paradas cantando uma sofrência empoderada. Marília Mendonça já era uma compositora poderaosa, mas agora tem mais de 1 bilhão de visualizações no YouTube. A cantora de 21 anos rimou “infiel” com “motel” e mostrou que é isso que o povo quer: letras mais diretas e mais sinceras. Um pop mais “gente como a gente”.